‘Prato cheio’: Famem entrega 14 mil kits alimentação a municípios maranhenses

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) entregou nesta quinta-feira (14), 14 mil cestas básicas para 25 municípios maranhenses. A ação faz parte do projeto ‘Municípios: Prato Cheio para o Desenvolvimento’, realizado pela entidade em parceria com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Os kits alimentação serão doados para famílias em situação de vulnerabilidade social dos 50 municípios maranhenses com menor IDH e com população abaixo de 50 mil habitantes. A iniciativa vai contribuir para amenizar as dificuldades de alimentação enfrentadas pelos munícipes em decorrência da crise econômica e sanitária causada pela pandemia da Covid-19.

O presidente da Famem, Erlanio Xavier, destacou a importância das cestas básicas no momento de crise que todo o país passa e, principalmente, pelo Maranhão ainda contar com muitos municípios que tem um baixo IDH. Erlanio também ressaltou o esforço da Federação para garantir um número maior de municípios beneficiados.

“Os recursos que recebemos somente daria para contemplar 20 municípios maranhenses com o projeto. Mas nós sabemos que o Maranhão tem muito mais municípios com baixo IDH. Infelizmente essa ainda é a realidade. Por isso, a Famem entrou com um complemento e conseguimos beneficiar 50 municípios com os kits de alimentação, que serão muito úteis nesse período difícil que estamos passando”, pontuou.

Para o prefeito de Pedro do Rosário, Toca Serra, o projeto será um alívio para muitas famílias do seu município e dos demais que foram contemplados. “Agradecemos a Deus e a Famem em nome do presidente Erlanio Xavier por esse projeto que vai possibilitar que possamos levar comida na mesa daqueles que mais precisam nesse momento tão difícil”, comentou.

O projeto conta ainda com o apoio do Banco do Brasil, da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), Associação Brasileira dos Captadores de Recursos (ABCR), Fundação Hermann Hering e Sebrae

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.