Roberto Ricci, Boi Novilho Branco e Boi de Santa Fé estarão no Maranhão de Reencontros

Apresentações serão no próximo domingo, 22, a partir das 17h, na Concha Acústica, da Lagoa da Jansen

Um início de noite com show musical múltiplo e diverso, e o encanto dos grupos de bumba meu boi são as sonoridades que vão marcar a quarta edição do projeto Maranhão de Reencontros, do próximo domingo, 22, a partir das 17h, com o Boi Novilho Branco, o cantor Roberto Ricci e o Boi de Santa Fé.

Realizado todos os domingos na Concha Acústica Reynaldo Faray (Lagoa da Jansen), o Maranhão de Reencontros é uma prévia do São João 2022, em uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura.

“A terceira edição foi um sucesso, assim como as demais. Então, preparamos uma programação especial, porque esperamos fazer da próxima, mais um domingo brincante, inesquecível e alegre, com diversão e cultura para toda a família. Esse projeto já se consolidou e, conforme já falado, é apenas uma amostra do que vem por aí, no maior São João do Brasil”, disse.

Boi Novilho Branco

O Boi Novilho Branco será o primeiro a se apresentar, às 18h. No palco, todo o colorido das indumentárias e a sonoridade do grupo, categoria alternativo, que faz uma apresentação dos 5 sotaques do bumba meu boi (zabumba, orquestra, matraca, baixada e costa de mão). Os preparativos para a temporada 2022 estão a todo vapor, pensando no reencontro com o público.

“Estamos com uma mistura de emoção, sentimento de euforia, um certo frisson, pois ficamos dois anos sem nos apresentar em eventos oficiais. Então, oficialmente para um grande público, está sendo uma preparação diferente, estamos caprichando, organizando as indumentárias para que estejamos elegantes, uma orquestra preparada. É um sentimento que transborda. Agora estamos completos, porque podemos voltar, estar perto das pessoas. Termos representantes no Governo que apostam na cultura, que acreditam no valor que cada grupo tem, é muito bom. Vai ser, com certeza, um São João incrível, que só o Maranhão tem”, disse Fernanda Carvalho, diretora de Produção Artística do grupo.

Roberto Ricci

Em seguida, se apresenta o cantor Roberto Ricci, às 19h30, com o show “Sotaque sobre Toadas”. Devoto de São João, São Pedro e São Marçal, o cantor também fala da emoção na volta aos palcos dos festejos juninos.

“Poder fazer som nos arraiais novamente é maravilhoso. Vou cantar um pouco de tudo, dos nossos ritmos folclóricos, e essa é a tônica do meu show: um show muito do improviso, com um repertório leve e com o que o público quer ouvir”. O reencontro será algo mágico e espero que também seja maravilhoso, que a gente possa desfrutar a interatividade com o nosso público”, disse o cantor.

Boi de Santa Fé

E para encerrar a programação, o Boi de Santa Fé, sotaque da baixada. O grupo garante que o público pode esperar toda a alegria, beleza e simpatia, que são marcas registradas quando o boi se apresenta nos arraiais. De acordo com o coordenador-geral do Boi, Adriano Andrade, nesses dois anos sem festividades, o grupo não parou de trabalhar.

“Será muito gratificante participarmos deste projeto do novo Governo, que está trabalhando para que o Maranhão tenha o maior São João do Brasil. Nossa expectativa está muito grande. Depois de dois anos de espera, finalmente iremos ter o nosso São João. Trabalhamos a todo vapor nesses anos, as oficinas não pararam, para que possamos mostrar para quem nos assiste as cores e brilhos dos nossos bordados, as novas indumentárias e a tradição do Boi de Santa Fé”, disse Adriano.

O Maranhão de Reencontros começa às 17h, com som mecânico, e a entrada é gratuita.

 

Serviço

O quê: projeto Maranhão de Reencontros

Quando: 22 de maio, às 17h

Onde: Concha Acústica Reynaldo Faray (Lagoa da Jansen)

Quem: Boi Novilho Branco, Roberto Ricci, Boi de Santa Fé

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.