Saiba mais sobre as atrações deste domingo, 15

 

Boi Brilho da Ilha

Este ano o boi está completando três décadas de existência, culminando com a volta do São João oficial. Surgido no bairro do Ipase, premiado e com apresentações em 22 países, o grupo está se preparando como nunca para comemorar os 30 anos nesta temporada junina, com muito brilho e novidades.

 

“Queremos reencontrar esse público. A gente esperava ansiosamente que as coisas melhorassem, passassem, para que a gente pudesse abraçar, dançar, movimentar a economia da nossa cidade, levar alegria para os arraiais ao povo que sempre nos espera e fazer essa grande festa para o povo do Maranhão”, disse o presidente do Boi, Cláudio Sampaio.

 

Sobre a temporada junina, Cláudio acredita ter certeza de que o São João será o maior não só do Brasil, mas do mundo. “Este ano de 2022, junto ao governo do Estado e à Secma, faremos um São João bem grande. E o Boi Brilho da Ilha deseja também ao governo do Estado toda sorte, para que possamos nos unir e levar o nome do nosso Maranhão para fora do país”, disse Cláudio.

 

Boi de Axixá

A presidente do Boi de Axixá, Leila Naiva, se emociona só de falar em São João. O grupo completa 73 anos em 2022, e, segundo ela, retornar aos palcos e arraiais juninos vai ser muito emocionante, nesta que será a primeira apresentação oficial do grupo na temporada junina.

 

“Vai ser realmente um reencontro. Reencontro com as pessoas, com a cultura, com o clima junino. Nós estamos nos preparando com muito amor, nossas roupas, nossas indumentárias, maquiagem, para nos apresentar nesse local, que é a Concha, tão aconchegante. Eu não sei nem como vai ser quando eu chegar lá. Me emociono desde agora”, disse Leila.

 

A representante do boi garante que depois de dois anos de lives e encontros virtuais, a saudade começará a ser amenizada. “Foi um período difícil. É muito diferente você apresentar o seu trabalho por meio de uma tela. Vai ser um reencontro emocionante, tenho certeza, pois o público quer muito viver o São João de novo”, garante.

 

Boi da Maioba

Este ano o grupo completa 125 anos. E quem pensa que durante a pandemia ele ficou parado, engana-se. Cumprindo todos os protocolos e seguindo as devidas recomendações, completaram o ciclo junino do boi em 2020 e 2021, e ainda criaram a romaria da Maioba. Com ensaios desde o mês de março, na apresentação na Concha Acústica eles querem matar as saudades do público.

 

“Com todos os medos, temores e respeitando o momento, a gente não parou. A gente sabe que são dois anos sem a temporada oficial e há saudades de ambos os lados. Então, reencontrar essas pessoas que querem brincar com o Boi da Maioba vai ser muito encantador, vai ser um sentimento que só quem estiver lá vai sentir. A gente está preparada para fazer o melhor possível nessa festa que vai ser a melhor do Brasil”, disse o dirigente do grupo José Inaldo.

 

Na Lagoa, Zé Inaldo confessa que não será possível levar todo o quantitativo que tem o grupo, mas vai levar o melhor para que o público sinta o trabalho que vem sendo preparado, além da vibração e da energia que a Maioba emana. “Vai ser um prazer estar no palco, interagindo com o público e levando toda a magia da Maioba não só para este, mas para todos os arraiais do São João.”

 

Serviço

O quê: Maranhão de Reencontros

Quando: 15 de maio (domingo), às 17h

Onde? Concha Acústica (Lagoa da Jansen)

Atrações: Boi Brilho da Ilha, Boi de Axixá, Boi da Maioba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.