Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Paço do Lumiar E Polícia Militar Ambiental Embargam Empresa Vinculada a Fred Campos

O time político do ex-candidato a prefeito de Paço do Lumiar, Fred Campos, mostrou mais uma vez que não respeita a autoridade de ninguém. Na manhã desta quarta-feira(04), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Paço do Lumiar-SEMAP e a Polícia Militar Ambiental do Maranhão realizaram uma força-tarefa para paralisar as atividades de mais uma empresa vinculada ao político, em decorrência de crimes ambientais e desrespeito a ordem judicial.

A fábrica de blocos e pré-moldados que foi alvo da operação, é vinculada à Qualitech Engenharia, representada pelo irmão de Fred, Alderico Campos e opera na comunidade Joelho de Porco, próximo a Sede do Paço. No mês de fevereiro, a empresa teve suas atividades embargadas, foi multada em 200 mil reais e obrigada por lei a se regularizar, mesmo assim, nada foi feito até agora. As irregularidades são muitas, a fábrica não possui licença ambiental para operar, nem certidão de uso e ocupação de solo, nem alvará de funcionamento. Durante a ação desta quarta-feira, Alderico foi até a fábrica e desrespeitou os agentes de fiscalização ambiental e não permitiu que a polícia recolhece os materiais, como garante a lei. O ex vereador de Paço do Lumiar, França Duarte, também desacatou os agentes, impedindo a entrada dos caminhões que recolheriam as máquinas do local. Após horas de discussão, a Polícia Militar foi chamada ao local para conter o impasse.

Naylla Lima é Coordenadora de fiscalização da SEMAP e falou sobre a operação: “O problema encontrado aqui é grave, as normas de conservação ambiental não estão sendo respeitas, nenhuma das ordens judiciais emitidas no começo do ano foram cumpridas até agora e nós estamos cumprindo um dever legal de fiscalizar e fazer o que mandam as leis”, destacou.

De acordo com o Tenente Marco Antonio Carramilo, a operação tem o caráter de fortalecer o cumprimento da lei no município:”O embargo estabelecido não foi cumprido até agora e a empresa não apresentou nada que justifique seu funcionamento aos olhos da lei. Nós então viemos aqui para garantir a segurança dos agentes municipais, garantir que as normas ambientais sejam respeitadas e a população de Paço do Lumiar não seja mais prejudicada”, esclareceu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.