Deputado Vinicius Louro denuncia perseguição política contra povo de Pedreiras

O deputado estadual Vinicius Louro (PL), ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira (08), para relatar ocorrências de perseguição política e injustiças contra a população de Pedreiras.

De acordo com o deputado, as direções dos órgãos públicos de Pedreiras estão sendo trocadas de forma truculenta sem diálogo e sem respeito com os profissionais, causando grandes transtornos e desagrado à população.

A estratégia usada pelo ex-prefeito de Poção de Pedras, é indicar moradores de outras cidades para ocupar cargos que deveriam pertencer ao povo de Pedreiras.

“Pedreiras, a cidade do maranhense do século João do Vale, que levou o nome do estado para o Brasil afora, está sendo desrespeitada. Em órgãos públicos do estado, filhos de Pedreiras estão sendo retirados por questões políticas, beneficiando quem mora em outras cidades, a mando deste ex-prefeito”, destacou Vinicius Louro.

“É pura barganha política, esse ex-gestor não tem o menor compromisso com o povo de Pedreiras, ele tem comprado as lideranças políticas para ter uma votação expressiva e esquece que em Pedreiras existem pessoas honestas, compromissadas e trabalhadoras, que realmente tem capacidade de gerir qualquer cargo público na cidade”, continuou Vinicius.

O parlamentar ainda afirmou que recentemente o ex-prefeito de Poção, colocou seu próprio motorista na direção do Ciretran de Pedreiras.

“Isso é inadmissível, o Governo do Estado do Maranhão é do povo, são pessoas que tem capacidade de trabalhar, esse líder tem usado de artifícios políticos para beneficiar B e C em um momento eleitoral. Ele deixou Poção de Pedras completamente abandonada, esburacada, cheia de problemas e agora quer se beneficiar dos cargos que pertencem ao povo de Pedreiras; o que esse cidadão está fazendo é inescrupuloso, imaginem só o que será capaz de fazer caso ganhe um espaço na Assembleia Legislativa”, concluiu o deputado Vinicius Louro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.